ESCOLA DE IMAGEM, a maior escola de fotografia da América Latina. Curso Completo, workshops de fotografia, iluminação e estudio no Rio de Janeiro

porno sex izle brazzers sex izle porno 64

  • O QUE A FOTOGRAFIA FEZ POR MIM? MONICA RAMALHO

    13/06/2017

    A série “O que a fotografia fez por mim” volta com uma entrevista super especial com a Monica Ramalho, do Rio de Janeiro. A Monica é fotógrafa há 1 ano e 3 meses e foi nossa aluna na sede da Capital Carioca.

    Como você começou na fotografia?

    Na verdade, sou ligada em fotografia desde criança. Lembro de pedir (e ganhar!) uma Kodak de aniversário, no início dos anos 80. Estreei a maquininha numa excursão do colégio ao Jardim Botânico e ainda guardo o álbum, com as 12 poses quadradas a la Instagram e tremidas (risos). Em 2003, fiz um curso básico, bem informal, com a Cláudia Dantas. Fiquei com vontade de estudar mais, mas acabei perdendo a fotografia, na época um hobby, de vista, porque estava às voltas com a carreira de jornalista.

    monica ramalho, escola de imagem, escola de fotografia

    monica ramalho, escola de imagem, escola de fotografia

    Quando esse hobby virou profissão?

    Em 2015, a proximidade dos 40 anos me fez dar aquela olhada no retrovisor para amarrar algumas pontas que ficaram soltas pelo caminho. E, assim, resgatei a fotografia. Desta vez, fiz o curso completo na Escola de Imagem, vislumbrando uma possível nova profissão. Este mês completa um ano do meu primeiro trabalho, que foi registrar a passagem do Quarteto Radamés Gnattali por 16 escolas municipais de comunidades carentes do Rio. É o que quero fazer pelos próximos 20 anos.

    monica ramalho, escola de imagem, escola de fotografia

    Qual a importância da fotografia para você?

    A fotografia tem um jeito próprio de comunicar. E eu, que sou das palavras, fico cada vez mais encantada em descobrir modos de dizer com imagens. O meu ensaio de conclusão do curso, por exemplo, foi o melhor presente de Dia das Mães que consegui dar à minha depois que ela se foi, em 2010. Visitei lugares, acontecimentos e pessoas que ela não teve a oportunidade de conhecer. Escrevi um poema também, que nasceu num jorro, e foi quando tive a certeza de que quero juntar a fotografia, que ainda estou aprendendo, e o texto, que domino há muitos anos.

    Pessoalmente, o que a fotografia mudou na sua vida?

    Tudo, né? Ela está me fazendo ver o mundo de outra forma. Desde a convivência com a T16 e os professores, que fez diferença ao longo desse ano de estudos, porque trabalho sozinha no meu homeoffice, até os livros que estou lendo desde então. Sou uma leitora ávida desde os 3 anos e agora, praticamente, só entra livro de fotografia lá em casa (risos). Certeza de que deveria me lançar na fotografia agora, com a maturidade de agora. Tomara que essa intuição esteja certa!

    monica ramalho, escola de imagem, escola de fotografia

 tekirdağ escort muğla escort antalya escort balıkesir escort izmir escort manisa escort izmir escort escort bayan manisa escort nevşehir escort samsun escort