• Mineiro conquista o Oscar da fotografia mundial

    11/09/2007

    Eduarda Salles – Portal Uai
     

    Gustavo Marx/Divulgação

    Carol Melgaço, para as lentes de Gustavo Marx, na campanha da Essenciale


    Gustavo Marx. Não esqueça esse nome. Se você ainda não viu, com certeza ainda verá o nome do fotógrafo nas mais badaladas revistas e catálogos de moda do Brasil e do mundo.

    Mineiro de Belo Horizonte, há uma década clicando, ele tem a fotografia como profissão e, sobretudo, paixão. Despontando no cenário internacional, Gustavo acaba de ganhar o International Photography Awards, considerado o Oscar da fotografia mundial, e promete ser motivo de orgulho não só entre as montanhas de Minas.

    A conquista dupla, o fotógrafo ganhou o primeiro lugar nas categorias moda e beleza, é resultado de muito investimento e trabalho. Filho de classe média, sempre esteve envolvido com moda. “Desde pequeno me interesso pelo assunto. Minha mãe tinha uma boutique e, também por esse motivo, o mundo fashion sempre me atraiu”, conta.

    O gene da fotografia herdou do pai.” Ele era um fotógrafo amador super sério”, brinca. Estudando design gráfico na antiga Fuma, foi incentivado por uma amiga que detectou seu dom para as lentes. “Comecei a trabalhar em uma revista especializada em veículos, do marido dela. Fotografava os jornalistas fazendo os testes dos carros. Entretanto, não estava satisfeito com o resultado do meu trabalho, achava que podia melhorar. Foi quando decidi estudar em Nova Yorque, já que um dos meus melhores amigos morava lá”, lembra.

    Na big apple, Gustavo fez de tudo um pouco para bancar as cadeiras que cursava na Escola de Artes Visuais – SVA. De volta ao Brasil, em 1997, passou quase um ano tentando emplacar no mercado sem sucesso. Mais uma vez a ajuda de uma amiga, a modelo Adriana Picinin, foi determinante. “Um dia ela chegou com dois livros de Richard Avedon, com campanhas importantes como do Versace, pedindo fotos inspiradas naquele material. No início fiquei meio apavorado, depois me dediquei totalmente ao book que, no fim das contas, deu certo”, explica.

    Desde então, Gustavo passou a ser requisitado por várias modelos que, depois de terem visto o material da amiga, também queriam ser alvos de suas lentes. Como se não bastasse o mercado fashion, o fotógrafo também caiu no gosto dos publicitários, interessados por sua espontaneidade. “Sou apaixonado por gente. Gosto de fotografar com liberdade, movimento. Tento captar o momento. Acho que esse é o diferencial que esse setor encontrou no meu trabalho”, explica com modéstia.
    Bruna e Essenciale

    Para a alegria completa do fotógrafo, a foto que ganhou na categoria beleza, foi uma aposta certeira. “A Bruna tem uma história muito forte. Apaixonei-me pela sua história e pela maneira de ela olhar para mim. Ela tem uma essência que consegue passar para a foto”, conta referindo-de a modelo do Sul do país.

    Gustavo Marx/Divulgação

    Bruna, Ganhadora de dois dos mais importantes prêmios da fotografia mundial

    Mas não foi apenas o júri do concurso que elegeu a imagem. Logo após o ensaio, Gustavo a iscreveu no site designklicks, criado pela revista alemã Spígel, para incentivar novos talentos. Já na primeira noite, Bruna foi a escolhida dos internautas e dos experts. “ Ela foi uma unanimidade. E, até hoje, foi a mais acessada da historia do página”, afirma. A fotografia também garantiu o primeiro lugar ao fotógrafo, no início deste ano, no importante PX3 Prix de la Fotographie Paris, na categoria portrait.

    Já a campanha da marca mineira Essenciale, com a modelo Carol Melgaço, foi uma surpresa. As belas imagens conquistaram o primeiro lugar no categoria moda, a frente de um dos mais renomados fotógrafos mundiais.

    As fotos do mineiro concorreram com a campanha mundial Keep a Child Alive, assinada por Michael thompson. As fotos inscritas pelo profissional, acostumando a retratar celebridades e a assinar as capas das mais conceituadas revistas fashion do globo, retratavam nada mais nada menos que Gisele bundchen, Sarah Jessica Parker e o cantor Seal. Apesar de muito estardalhaço e fama, Thompson foi desbancado pelo belorizontino ocupando a terceira colocação.

    Gustavo embarca para Nova York no próximo mês, onde, no dia 15, receberá os prêmios.

     

    VOCÊ TAMBÉM PODE GOSTAR